quinta-feira, 30 de junho de 2011

POR QUE ENTERRAMOS OS TALENTOS?

POR QUAL RAZÃO MUITOS HOJE ESTÃO NA IGREJA E NÃO CONSEGUEM MAIS BRILHAR COMO DEUS QUER?                         “Mas o que recebera um foi, e cavou na terra, e escondeu o dinheiro do seu senhor” (Mat.25:18)  

            A parábola dos talentos contada pelo Senhor Jesus é uma das mais lindas ilustrações acerca de princípios do reino de Deus, em relação ao serviço que prestamos a Ele, antes de sua volta. Fala de oportunidades, privilégios e mordomia em relação a sua obra.
            Jesus se auto-representa na parábola como um dono de terras que tem que se ausentar e confia a serviçais o trabalho em sua propriedade. Note que o trabalho é feito sem nenhuma fiscalização do patrão. Somente no final é que haverá o acerto de contas. A eles caberia trabalhar com toda a liberdade: “...Negociai até que eu venha” (Luc.19:13).
            Isso fala da liberdade que cada um de nós temos para trabalhar aqui. Aparentemente não há uma fiscalização. Cada um de nós faz do jeito que entendemos que deve ser feito.
Reino de Deus ou Reino dos Homens – Ouvi dias desses de um obreiro frustrado com a conduta de homens desleais na obra de Deus, que infelizmente tudo na igreja não passa de reino humano, pois mesmo o Senhor vendo tantas coisas erradas acontecendo, ele permite e não intervém. Eu disse a ele que a obra é de Deus, independente dos homens que estão à frente, mas o acerto de contas de nossa mordomia e trabalho, será mais à frente. Por enquanto, continua esse “vale tudo” inescrupuloso de pessoas que tem visão de trono e não de reino.
 Enfocando o Menor
             Jesus fala de três servos que receberam os talentos, segundo sua capacidade pessoal. Eram pessoas que certamente tinham a confiança irrestrita do seu senhor. Um recebeu cinco, outro dois e outro um, com toda a liberdade de usa-los como quisessem.
            O que recebeu cinco, não titubeou, e saiu em busca de um retorno à confiança de seu senhor, da mesma forma fazendo o que recebeu dois. Mas o enfoque maior fica para o primeiro, e Jesus fez questão de destaca-lo negativamente:“Mas o que recebera um foi, e cavou na terra, e escondeu o dinheiro do seu senhor” (Mat.25:18).
            O erro maior foi aquele trabalhador ter recebido os bens do seu senhor e negligenciado. Quantos jornaleiros não gostariam de estar no lugar daquele homem, mas o privilégio foi dado e ele, e por isso, seu senhor não conseguiu entender o seu desdém para com o talento recebido, pouco na verdade, mas era sua capacidade para aquilo (Mat.25:15).
            Tentaremos nos colocar no lugar daquele homem, e analisar o por que, e por quais razões ele perdeu a oportunidade de ser um legítimo representante dos bens do empresário, que, diga-se de passagem, deixou aos cuidados dos trabalhadores suas terras, partindo para bem longe e demorando-se a voltar:“E muito tempo depois, veio o Senhor daqueles servos e ajustou contas com eles”(Mat.25:19). Tenhamos cuidado como cuidaremos das coisas do Senhor Jesus na sua ausência, ainda que a priori, pareça que Ele está demorando a voltar (Hab.2:3, Mat.25:5, Luc.12:45).
            Mas por que ele enterrou o talento recebido? Eis algumas razões:
  1)Não valorizou o que recebeu
Subestimou o talento recebido. Os recursos eram poucos e por isso julgou ele, desnecessário seu uso. Quem menos tem, passa por um processo de autocomiseração. Acham-se diminuídos e fragilizados ante a força do sistema, e por isso, se julgam sem nenhum valor perante os mais graduados em dons e talentos.
            Talentos e dons são para serem usados independente de quantidade, pelo contrário, ainda que pouco, temos que empregar maior qualidade possível em seu uso.
            Temos a tendência sempre de subestimarmos nossos poucos e parcos recursos por entender que quem tem mais, possui obrigações maiores. Mas o princípio divino do serviço do Reino revela-nos que nossas obrigações são iguais, independente de quanto temos ou fazemos.
  2) Não achou lugar para usa-los
            Na justificativa que ele deu ao seu senhor, no acerto de contas, isso fica bem claro: “...Senhor, eu conhecia-te, que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste”(Mat.25:24). Veja que ele enterrou o talento quem sabe na estranha esperança que ele germinasse, brotasse e enfim frutificasse, e quando viesse o senhor das terras ele teria algo em contrapartida. Errou feio, pois dons e talentos não nascem de semeaduras, pelo contrário, recebe-se das mãos de Deus (Tg.1:17) e tem que ser desenvolvidos por nós mesmos. Depende 100% de cada um de nós.
            Na resposta dada pelo dono da terra ficou claro que ele não aceitou o enterro do talento: “...devias então ter dado o meu dinheiro aos banqueiros, e , quando viesse, receberia o que é meu com os juros”  (Mat.25:27). O senhor estava dizendo que talentos semeados não nascem da terra, mas podem ser acrescidos nas mãos de banqueiros. Banqueiros aqui simbolizam obreiros que sabem dar chances a quem tem talentos, pelo menos os juros chegarão as mãos do Senhor.
            No afã de achar um uso para o bem recebido, quem sabe o homem disse consigo mesmo: “Vou enterra-lo. Quem sabe ele nasce”. Errou, pois o talento não nasceu e nada tinha a ser colhido do talento escondido. O que ele queria dizer com o enterro do talento, é que não havia um lugar plausível para usa-lo.
            Este é o problema maior de muita gente hoje, esquecem-se que o Senhor Jesus dá a todos nós, seus preciosos dons e talentos, para um uso útil:“Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um para o que for útil”(I Cor.12:7).
            Ama, não inutilize seus (ou seu) talentos. Encontre lugar para usa-lo onde quer que seja. Não o enterre alegando falta de oportunidade, pois em algum lugar no reino, haverá uma utilidade a altura do seu talento, a você compete apenas achar esse lugar. Ore a Deus, Ele irá revelar a você, o que o Senhor não quer e no seu retorno encontrar seus dons e talentos enterrados e sem uso. Cuidado, pois não encontrarás uma desculpa razoável diante Dele. Isso pode comprometer até mesmo sua salvação (Mat.25:30)
            Ps: Se tiver que mudar de igreja para ser útil ao Reino, ore a Deus e não pense duas vezes, pois não estarás pecando. Pecando estarás se continuar inútil ao Reino.
    3) Tinha visão errada do seu senhor e se relacionava mal com ele
              “...Conhecia-te que és um homem duro...”. Que pensamento mais tolo. O pobre mordomo imaginava seu senhor como um tirano, um déspota insensível que só pensava em castiga-lo se falhasse. Se o empresário fosse assim tão frio e insensível como imaginava seu funcionário não teria deixado eles à vontade com seus bens a mercê dos mordomos.
            Infelizmente, hoje no Reino de Deus, muitos estão parados em relação a talentos e dons exatamente por não conhecer seu Senhor na intimidade e por não se relacionar bem com Ele. Relacionam-se baseados no que ouvem por bocas alheias e naquilo que aprendem de terceiros e não por experiência pessoal.
            Amado de Deus é hora de buscarmos algo mais profundo com Deus, e assim, descobrir o que Ele quer de nós em relação a seu reino aqui na terra.
   4) Preferiu a Neutralidade
           Aquele homem pensou que enterrando o talento recebido, ficaria neutro e não precisaria nem se desculpar em relação a seu senhor. Ele entenderia sua preferência pela neutralidade e não cobraria dele o não uso do talento, afinal, era só um, e não faria falta a seu senhor. Mas neutralidade, "murismo", indecisão são coisas que estão fora do dicionário divino. Quem assim procede, mais cedo ou mais tarde irá atrair para si a ira do Senhor.
            Não tem nenhuma desculpa amado de Deus, para você deixar de usar os dons e talentos que Deus lhe deu. Afinal, alguma coisa você sabe fazer para Ele. Não importa o que. Procure seu lugar no Reino de Deus

sexta-feira, 20 de maio de 2011

SAINDO DA ZONA DE CONFORTO

Não faça  Seu lugar de descanso um lugar de acomodação!

Sair da zona de conforto é fazer algo que está fora do seu alcance natural.
É arriscar o novo; ter um ato de ousadia e FÉ.
Avançar sobre os montes e romper os limites.
Perder o medo do novo... Andar em direção ao Sonho, ao caminho da PROMESSA!

Há duas opções:

* Escolher subir mais alto e ver as maravilhas que Deus tem pra você (mesmo que esteja em meio a tempestade) ou ...
* Ficar onde está, parado, quieto, escondido na caverna com medo da tempestade.

Se ficarmos com a opção 1 - Teremos a oportunidade de Conhecer mais e mais de Deus
Se ficarmos com a opção 2 - Talvez nao aconteça nada, mas nunca provaremos o melhor de Deus.

Este ano o Senhor tem me despertado e eu saí da zona de conforto (estou me esforçando, pois nao é facil)
Meu lema agora é: CRITICAR MENOS E FAZER MAIS.
A SEARA É GRANDE E POUCOS SÃO OS CEIFEIROS.
DEUS QUER USAR-NOS MAIS SE FICARMOS PARADOS, ACOMODADOS, CULPANDO OS OUTROS POR NOSSOS FRACASSOS ... NAO IREMOS  A LUGAR ALGUM.

Que Deus Abençoe sua Vida. http://pedrasemperolas.blogspot.com/

TRANSFORMANDO PEDRAS EM PÉROLAS

Pérolas são produtos da dor; resultados da entrada de uma substancia chamada nácar. Quando um grão de areia (pedra) penetra as células do nácar ele começa a trabalhar e cobre o grão com camadas e mais camadas para proteger o corpo indefeso da ostra e como resultado uma linda perola vai se formando.
Uma ostra que não foi ferida, de modo algum produz pérolas, pois uma pérola é uma ferida cicatrizada.
O mesmo pode acontecer conosco. Se você já se sentiu ferido pelas palavras rudes de alguém, se já foi acusado de ter dito coisas que não disse, se suas idéias foram rejeitadas ou mal interpretadas, se você sofreu o duro golpe do preconceito, se já recebeu o troco da indiferença...
Então produza uma pérola!
Cubra suas magoas com varias camadas de amor.
Mesmo que doa está na hora de Rever as feridas abertas e permitir que o Senhor as cicatrize e as transforme em Belas Pérolas. (achei linda esta mensagem,do blog da minha irmã em CRISTO Aline Santos )
http://pedrasemperolas.blogspot.com/

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

CREIA QUE VOCÊ VENCERÁ



Mesmo que o inimigo queira te ver caído
Triste, ferido abatido jamais se renda ñ se entregue
Foi Deus quem te escolheu
Mesmo que muitos esperem pra ver sua derrota
Creia que foi Deus quem lhe abriu a porta
Os planos do inimigo ñ vai prevalecer
Ainda que lancem pedradas pra lhe atingir
Pode ter certeza se você cair
a mão do Senhor vem pra levantar você
Creia ninguém vai vencer um Escolhido de Deus
Deus abala a terra move o céu pra lhe dar vitória, Ele é fiel!

Deus nos fez perfeitos.
Ele não escolhe os capacitados, Ele capacita os escolhidos.
E, os meios pelos quais dirige a nossa vida, são ás vezes,
misteriosos mas sempre perfeitos                           

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

DEUS USA QUEM ELE QUER, DA MANEIRA QUE QUISER

Para o mineiro chileno, José Enríquez – o homem que Deus usou como guia espiritual para fortalecer os seus colegas mineiros -, disse que o momento mais glorioso que experimentou a 700 metros abaixo de profundidade na terra não foi saber que estavam todos vivos, nem quando foram resgatados, mas haver alcançado, dos 33 mineiros, 22, que aceitaram a Cristo como seu Salvador, segundo informa o jornal chileno Las Últimas Noticias.


Enríquez falou ao jornal que não tem pesadelos sobre os momentos que passou na mina durante 69 dias. Ele foi o primeiro a dar alta, rejeitou uma viagem grátis a Manchester para ver uma partida de futebol e também fez o mesmo ao não aceitar um convite para ir à Disney conhecer o Pato Donald, porque “não encontrava nenhum propósito naquilo”.

No entanto, para José Enríquez, ele encontrou o maior propósito naquela oração: “Ocorreu dois dias depois do resgate. Veio um pastor de Valparaíso e fizemos a oração de aceitação a Deus. Para mim isso foi superior a sobreviver. O problema é que parece que alguns se esquecem do fato. Mas não fizeram a promessa para mim, mas ao Senhor”, ressaltou Enríquez, o mineiro número 24 a ser resgatado e a chegar à superfície.

José Enríquez foi convidado para ir à Inglaterra e à Irlanda, para dar seu testemunho de Cristo, o tour inclui o privilégio de participar de um café da manhã de oração em Washington com o presidente Barack Obama.

“Isso sim tem sentido, só Cristo me interessa, nada mais. Quando me deram alta, encontrei uma simples burocracia, porque já estava de alta psicologicamente dentro da mina. Porque não acredito que uma pessoa ‘desregulada’ da cabeça tenha animado aos demais, não?”, concluiu Enríquez, que disse que o seu trabalho terminou com os mineiros e que agora têm que enfrentar o mundo sozinhos.

Fonte: Noticia Cristiana  e blog do Pr.Paulo Fabrício

sábado, 22 de janeiro de 2011

OUVINDO O CHAMADO DE DEUS

A  exatamente seis anos e dois meses atrás, pedi ao Senhor que me abrisse uma porta de emprego e ele pela sua infinita graça e misericórdia me concedeu o desejo do meu coração.
E eu estive ali por todo este tempo,porém por ser uma lanchonete e eu ser a proprietária tudo basicamente dependia de mim mesma,estando assim impedida de estar em minha congregação.
Quando minha irmã ficava em meu lugar eu ia, mas eram quase que raros estes momentos.
Desde a minha conversão a Cristo o Senhor tem usado seus vasos para falar comigo, que tem grande obra pra fazer em minha vida,porém devido a minha ocupação e falta de tempo e até mesmo um certo esforço a mais de minha parte,tudo vem sendo adiado.
No início o meu comércio era uma maravilha, as vendas iam de vento em polpa, porém desde o ano passado as coisas mudaram de uma tal maneira,o movimento caiu e começou a ficar difícil cumprir com todas as minhas obrigações, e um desanimo profundo tomou conta de mim.
Deus sempre falando comigo, pra que eu me coloque na posição e   eu sempre adiando, de repente eu entendi  que o tempo de Deus chegou , e a sua palavra fala que a porta que Deus abre o homem não fecha e que a porta que Deus fecha o homem não abre .
Desde então vinha contando os dias para fechar  comércio,e determinei o dia quatorze de janeiro de 2011,para o dia final.
Agora voltei pro meu lugar no círculo de oração e posso participar de todas as atividades da igreja, e eu estou muito feliz pois sei que estou na vontade de Deus e ele  suprirá todas as minhas nescessidades.
E eu farei a minha parte,consagrando a minha vida e esperando para que se cumpra tudo aquilo que DEUS tem pra minha vida nesta terra.
E também poderei estar ao lado de meu amado esposo Fernando e de meus filhos Fernanda e Gabriel, para juntos servirmos e adorarmos a Deus na beleza da sua santidade.